W3C Escritório Brasil - Blog

De volta para o futuro

Foto de um relógio de bolsoVocê se lembra do filme De Volta para o Futuro? Nele, Marty McFly, um adolescente que vive em 1985, viaja ao passado e interfere no namoro dos seus pais. Ao final do filme, depois de voltar do passado, o seu amigo e cientista Doctor Brown o chama para viajar ao futuro e evitar que seu filho se envolva em altas confusões. Esse é o início do segundo filme, que leva Marty McFly, sua namorada e o Doctor Brown trinta anos no futuro.

Isso mesmo, Marty e seus amigos pousarão seu famoso DeLorean daqui três anos, mais precisamente no dia 26 de outubro de 2015.

Infelizmente eles não encontrarão skates flutuantes, tênis que se amarram sozinhos e carros voadores, mas encontrarão um futuro onde pessoas compartilham interesses em redes sociais, manipulam e conectam dados de qualquer assunto em qualquer lugar pelos mais diversos dispositivos.

A grande novidade será a web. Marty chegará em um mundo dominado pela interoperabilidade, pelo acesso a informação em qualquer lugar e em qualquer dispositivo. A discussão de que o HTML5 é o futuro da web vai ser coisa do passado, algo bem 2011. O HTML5 estará cada vez mais presente nas páginas e sistemas web e muito mais incorporada aos dispositivos. Especialistas acreditam que pelo menos 50% das aplicações comerciais para dispositivos móveis sejam baseadas em HTML5 em 2015.

Para quem tinha como grande anúncio tecnológico de 1985 o lançamento do Windows 1.0, Marty se surpreenderá com o que ele mesmo será capaz de fazer com um computador. Jogos baseados em HTML5 crescerão mais ainda em 2015, sem que ele precise instala-los em seu computador. Aliás, ele não estará preso somente ao computador. Telefones celulares, tablets e outros dispositivos que hoje nós nem imaginamos que existirão em 2015 nos permitirão acesso a web. Televisões, aparelhos de som e até geladeiras já acessam a rede hoje em 2012, e o que podemos esperar para daqui três anos? Mesmo que Hill Valley seja uma cidade pequena, será muito simples ter acesso a um local ou dispovitivo com acesso a web.

Marty também nem precisaria comprar o tal Almanaque de Esportes, que causou tanto problemas em seu retorno a 1985. Uma rápida busca na web daria todas as informações necessárias sobre resultados dos jogos de qualquer campeonato passado. Mesmo o velho Biff poderia ter impresso alguns resultados de almanaques online em 2015 para ajudar a sí mesmo no passado. Dados conectados de diversas fontes facilitariam ainda mais o acesso a essas informações.

Enfim, Marty chegaria em um mundo muito diferente da realidade de 1985, onde a maioria dos telefones celulares tem câmera e boa parte deles com um GPS embutido, e o acesso a informação estará disponível por esses telefones, dispositivos esses que já tem muito mais processamento que certos computadores de 1985.

Se você encontrar Marty passeando aí por perto em 2015, convide-o para participar da sua rede social, mas lembre-se: Nunca chame um McFly de “franguinho”.