W3C Escritório Brasil - Blog

Um ano bom para a acessibilidade Web no Brasil

Passei alguns dias fazendo um levantamento de ações e atividades relacionadas a acessibilidade na Web nos últimos anos e posso afirmar que 2014 foi um ano muito bom. Considerando ações desde 2012, quando criamos nosso GT de Acessibilidade na Web, foi uma tremenda evolução. Esse grupo, que foi criado para discutir e articular ações em favor de uma Web acessível para todos, hoje conta com mais de 120 especialistas em acessibilidade. E foi com a ajuda desse grupo que diversos projetos tornaram-se realidade.

A primeira vitória foi a aprovação do documento WCAG 2.0 como uma tradução autorizada pelo W3C. O documento que foi traduzido inicialmente pelo saudoso prof. Everaldo Bechara foi a base para a revisão do grupo de especialistas, que debateu e discutiu termos e as melhores formas de abordar determinadas terminações ou especificações. Hoje o documento faz parte da base de dados do W3C Internacional, e é a primeira tradução autorizada para português do Brasil, e pode ser referenciado para políticas de acessibilidade para websites.

Ainda em 2014 fizemos o lançamento em conjunto com o Ministério Público de São Paulo do primeiro fascículo da Cartilha de Acessibilidade na Web do W3C Brasil (PDF). A publicação dessa cartilha mostra que a acessibilidade vai além de questões técnicas, e que o cidadão comum que não entende nada de código deve ser orientado sobre seus direitos no acesso a conteúdos digitais na Web.

E para finalizar o ano, tivemos a cerimônia de premiação da terceira edição do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web. É inegável perceber que a cada ano os projetos evoluem e mostram o quanto a preocupação com a acessibilidade na Web vem crescendo. Dentre os vencedores está um Website acessível de busca por postos de saúde (http://www.saudeacessivel.com.br), que utiliza dados abertos para localizar o posto mais próximo e comandos de voz para navegação. Também foi premiado o Projeto de Acessibilidade Virtual do IFRS, um grupo com o objetivo de disponibilizar soluções digitais acessíveis para a Web e um plug-in para navegadores que auxilia pessoas com dislexia no acesso a páginas Web, o WebHelpDyslexia.

E por último, fico feliz em anunciar minha participação no Working Group do W3C Internacional, o Education and Outreach Working Group. Esse grupo é responsável por desenvolver estratégias e materiais para aumentar a conscientização da necessidade de acessibilidade Web e educar a comunidade sobre soluções para a acessibilidade Web. Espero poder contribuir e levar a nossa realidade para a discussão global de ações em favor da acessibilidade na Web.

Ainda temos muito trabalho pela frente e muitas barreiras para derrubar para termos uma Web efetivamente acessível e que não crie barreiras para seus usuários. Fico muito feliz por poder trabalhar com tantos especialistas e conhecer tanta gente nova engajada com o tema da acessibilidade. Seria injusto citar nomes, mas meus sinceros agradecimentos a todos os membros desse GT.

O ano de 2014 foi um ótimo ano para a acessibilidade na Web, e espero que o ano de 2015 seja ainda melhor. Que venha 2015 muito mais acessível que 2014.